Histórias de Roliças #2

Olá roliços e roliças! 

Recebi um e-mail essa semana, de uma leitora, e ela pediu uma ajudinha, um conselho. Então ela é nossa protagonista da história de roliça de hoje! O nome dela é Aline, e ela escreveu o seguinte:

 

"Oi Dona Roliça, eu vejo sempre seus posts e queria que me ajudasse. Eu tenho muita vergonha de entrar em uma loja e pedir roupas pra o meu tamanho, não consigo aceitar pedir nenhuma calça mais que tamanho 42! Me sinto super envergonhada se as vendedoras olharem pra mim e disserem que eu tenho que usar um 44 ou um GG, e o problema é que roupas menores já não me servem! Eu não to infeliz com o meu corpo, mas me sinto envergonhada com isso. O que eu faço? Queria conseguir pensar diferente. "

 

Transcrevendo a mensagem que enviei pra ela, eu entendo o que é as roupas não servirem em um número que um dia já usamos, e as vezes pode ser até normal não se sentir bem por isso em um primeiro momento, mas isso não é motivo pra se envergonhar! O número e tamanhos que encontramos nas roupas são só convenções da sociedade, uma forma de organizar, mas não existe pra julgar o que é bom ou não! A sua beleza, sua essência não está no tamanho que você veste, está em você! Pra que levar um número tão a sério? Você acha que mais alguém se importa com isso? Só é você quem está sofrendo por uma coisa que simplesmente não muda nada na pessoa que você é. Se preocupe com o que você tem no seu coração, na sua mente, porque o que é fisico envelhece, morre, mas a sua essência vai te acompanhar pra todaaaa a eternidade. Encha a boca quando for falar o seu número de roupa, seja ele qual for, mostre ao mundo que não importa qual é o tamanho que você veste, não importa se você ta fora dos padrões, importa é que você é linda e maravilhosa assim mesmo.

Pode não ser fácil pensar assim de cara, mas o melhor é exercitar. Se olha todo dia no espelho e repete pra você mesma "Eu sou linda, eu me amo e eu não sou um número". De pouquinho em pouquinho eu tenho certeza que você não vai mais ter vergonha de nada disso, porque vai ta totalmente segura do que você é! 

Ainda tenho a acrescentar que as vezes a gente se sente nessa mesma posição que ela, talvez não na hora de escolher uma roupa, as vezes porque você tem sardas e acha feio, as vezes porque você é mais baixinho que a maioria das pessoas que te cercam, as vezes porque você fez escolhas diferentes na sua vida. E guardamos isso, ficamos sempre sofrendo por uma coisa tão pequena. Se eu pudesse ajudar, seria dizendo que você não tem porque se incomodar com essas coisas tão pequenas. Você tem uma vida só pra ser feliz, e se é esse corpo que você tem, aproveite! Não perca nenhum segundo se preocupando com o que os outros enxergam em você, porque no final das contas a única coisa que não vai mudar serão suas lembranças de dias felizes.

Bom, assim como a Aline fez, (Aline, love you), escrevam pra mim também. Pode ser com dúvidas, pedindo conselhos, dando sugestões, reclamando. Sintam-se a vontade pra entrar no Fale Comigo e descarregar tudo o que ta guardado ai no coraçãozinho de vocês. =D

 

Beijinhos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *