Violência contra a mulher

Se você é mulher e sofre violência de qualquer tipo, lembre-se, você não precisa passar por isso!

 

Olá roliças e roliços!

Hoje vamos falar de coisa séria, violência doméstica contra a mulher! 

Me espanta que em pleno século XXI, ainda existam casos de violência contra as mulheres. O mundo mudou tanto, as mulheres estão conquistando seu espaço no mundo e estamos provando que não somos o sexo frágil, talvez o sexo mais delicado, mas frágil não! E mesmo assim, alguns homens insistem em ter atos horríveis, como agressões fisícas e morais a suas esposas, namoradas e até mesmo mães! Isso, pra mim, é uma vergonha!

A violência em si, seja com qualquer pessoa ou animal, já é um ato que me espanta muito. Como você pode fazer com alguém algo que você não quer pra você mesmo?! Como você pode ter uma atitude que você sabe que irá machucar o outro, e não se sentir mal por isso?  Somos seres humanos, mas não deixamos de ser animais, e esses atos provam isso, esse instinto violento me lembra sempre que humanos também são animais, e as vezes animais muito mais violentos e perigosos que todos os outro.

Meninas, mulheres que estão lendo este post, se você vem sofrendo violência do seu namorado, marido ou de qualquer outro homem da sua convivência, não tenha medo, você não é obrigada a suportar, e hoje já existe assistencia para quem sofre com isso. E saiba que você não está sozinha, vamos a algumas estátisticas (apesar de eu não me dar bem com estátisticas):

Mais de 80% dos casos de violência contra a mulher vem de relações afetivas, como namoros, casamentos, etc. O gráfico abaixo mostra esse número, comparado a outros tipos de relações entre a vitíma e o agressor.

 

violência - relacao-vitima-agressor

 

De acordo com pesquisa publicada no site Compromisso e atitude, 77% das afirmam que a violência que sofrem é diária ou semanal, mesmo que 91% dos homens digam que consideram a violência contra as mulheres uma covardia.

De acordo com o site do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), a ONU reconheceu formalmente a violência contra a mulher como violação dos direitos humanos, por esse motivo, os governos estão buscando soluções de punir e diminuir esse tipo de ocorrência. 

Hoje, existe um atendimento especial para tratar desses casos. Você pode pedir ajuda e denunciar um caso ligando para o 180, que é a Central de atendimento a mulher. Nesse atendimento, você é informada de como proceder se estiver sofrendo qualquer tipo de violência, seja fisíca, psicologica, moral, sexual ou patrimonial. Além disso, a mulher que sofrer violência pode procurar qualquer delegacia, como informa o site do CNJ, mas é preferivel que a mulher se direcione a uma delegacia especial para estes casos, as chamadas Delegacia da Mulher.

Não deixe que o medo permita que você viva uma vida de perseguição, dor e sofrimento. Não deixe que uma pessoa acabe com a sua vontade de viver. Enfrente esse problema, se você estiver passando por isso, defenda-se. Você pode mudar o destino da sua vida, basta que dê o primeiro passo. Não pode ser amor se te machuca, não pode te fazer bem se te faz chorar! Valorize-se! Você não está sozinha, então procure ajuda com a justiça e tire esse peso da sua vida.

Os sites linkados nesse post podem oferecer maiores informações de onde encontrar uma delegacia da mulher ou como procurar ajuda. Não deixe de se defender, jamais. Você não é obrigada a sofrer nenhum tipo de violência, nem mesmo de ser humilhada ou coagida a viver uma vida que não quer, sempre existem saidas, tenha coragem e fé e você conseguirá!

 

Espero ter ajudado, e espero que a cada ano esses dados diminuam. E mais uma vez, se você faz parte dessa estátistica, não deixe de lutar para se livrar deste peso!

 

Beijinhos!

2 comentários sobre “Violência contra a mulher

  1. Jennyfer Aguillar

    Cada dia mais eu vejo como o ser humano pode ser ruim,machuca,mata e não sente absolutamente nada. Já existem muitos casos de violência contra a mulher,mas ás vezes,as vitimas são coagidas a ficarem quietas,então continuam sofrendo,e tem algo a ressaltar também,ás vezes podemos presenciar essa agressão,seja como familiares da vitima ou apenas desconhecidos,e as pessoas não denunciam,uma denuncia anônima pode salvar uma vida.
    Enfim,muito bom o post,muito informativo e repito o que você disse ” se você faz parte dessa estátisca, não deixe de lutar para se livrar deste peso!”
    Chega de violência

    1. Dona Roliça Autor da Postagem

      Eu fico muito impressionada também Jennyfer! As pessoas não possuem nem respeito pelo próximo! Quanto mais falarmos disso, mais mulheres vão criar força pra sair desse sofrimento! Obrigada!

      Beijos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *