Como se sentir segura?

Tem dias que as coisas simplesmente não começam bem. A cabeça é uma coisa muito doida, ela viaja por caminhos que a gente nunca imaginou que pudesse chegar e quando isso se mistura com um coração apertado, sai de baixo.

Toda mulher tem a insegurança cravada no coração, seja com o corpo ou com qualquer outra coisa. A gente precisa se sentir bem, melhor do que outras, pra sentir que vale a pena viver. Não interessa que estilo você tomou na vida, é natural que a gente queira se sentir por cima, queira mostrar pro mundo o quanto somos fortes e decididas. Eu pelo menos sou assim. Jamais admito uma fraqueza, nunca tinha admitido ciúmes, medo, carência. Eu sempre fui independente demais pra assumir qualquer um desses sentimentos, mas, e por dentro?

Vivemos em um mundo cheio de padrões. Vista tal marca, coma tal comida, tenha um corpo X… Seja uma mulherzinha sensual, sensível e que não fala besteira, seja perfeita. Liga a TV agora, procura um programa que tenha uma mulher sendo forte. Como ela é? Ela é uma mulher forte, confiante, sensual e gorda? Não né? Pois é… NUNCA vimos uma mocinha na TV, sendo o papel principal sendo gorda. Tirando as vezes que exploram o "Ah, da pra amar uma gordinha" ou o "Uma feia pode virar bonita, claro, se emagrecer e entrar no padrão e tals". Alguém pode me explicar esse raciocino, por gentileza? Existem dois tipos de ser humanos, gordos e magros, é isso? Gordos e magros não podem viver as mesmas coisas? E quando você tem alguém que ama e vocês estão assistindo essa mesma TV, e você sente que aquela pessoa ta babando naquela bunda perfeita, como se sentir segura nessa hora?

Como podemos sentir segurança com nossos corpos e com o que somos se na maioria do tempo o mundo todo ta gritando criticas, ta esfregando na nossa cara que não somos boas o suficientes pra viver uma história de amor, um conto de fadas ou pra sermos felizes? Vira uma luta diária pensar que tudo aquilo é ficção, e que na vida real a coisa muda. E muda muito!

Não mulher perfeita, não tem conto de fadas e da minha novela a protagonista sou eu! E na minha história, meu corpo não é padrão, é bem roliço, e sou desejada sim, sou amada sim. Me visto e me maquio e saio por ai e sou vista! Sou inteligente, sou divertida, tenho destaque em tudo que eu faço, porque na vida real não existem os clichês de que a mocinha é sempre "gostosa", porque na minha vida real ser gostosa é ser exatamente como eu sou!

E então, como eu posso me sentir segura em um mundo cheio de mulheres ideais, em um ideal que eu nunca alcançarei? Sendo eu… Atraindo as pessoas pelo o que eu sou, vestindo o que eu gosto, rindo quando quero rir, chorando quando quero chorar. Sendo insegura quando preciso, tendo crises de ciúmes quando eu quero. Amando e me permitindo ser amada. E o mais importante, rindo do absurdo da TV que nunca enxergou a beleza que uma mulher fora dos seus padrões pode ter, rindo do "tratamento especial" que passam a nos dar, pra tentar dizer que somos bonitas, as nomenclatura plus pra explicar o que eu sou.

Sabe qual é a diferença que me faz segura em comparação as mocinhas da TV e dos filmes? Eu sou real…

Esforce-se e sinta-se segura mesmo quando girar ao contrário, mesmo quando tantas coisas te disserem pra não se amar e não se sentir segura. Seja segura, e tudo muda ao seu redor. 

 

Beijinhos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *